Off The Record: Sziget Festival

18 Julho 2019

World - World Team

Off The Record: Sziget Festival
« Durante épicos sete dias, o Sziget Festival em Budapeste, na Hungria, é um dos lugares mais espetaculares do mundo para amantes da música, com mais de 90.000 visitantes diários durante a semana. »

O evento de 2019 vai de 7 a 13 de agosto e é repleto de pesos-pesados de todo o mundo, de Ed Sheeran a Post Malone, de The National a The 1975. Correr os olhos pelo lineup faz o coração saltar de emoção, com todos os estilos de música presentes em seus vários estágios.

 

O ibis MUSIC tem o orgulho de fazer parte do palco ibis presents Europe, com um dia inteiro de celebração, no dia 7 de agosto, uma quarta-feira, com nove apresentações de artistas promissores que nossa equipe de juízes escolheu a dedo entre 44 apresentações do ibis MUSIC no mundo todo. Nos outros dias, de 8 (quinta) a 13 (terça) de agosto, o palco ibis presents Europe trará uma seleção do que há de melhor em novos artistas europeus, do flamenco espanhol ao pop suíço.

 

Com esse cronograma musical colossal, como a equipe do Sziget faz para selecionar o lineup e o que os artistas promissores podem fazer para aumentar as chances de entrar para a festa? Para saber mais, conversamos com Márk “Marka” Bóna, que participou da equipe do Sziget em 2004 como coordenador do programa e agora programa o palco Europe. Ao longo dos anos de festival, ele trabalhou com vários superstars, como Wu-Tang Clan, 30 Seconds to Mars e David Guetta.

Como ser escolhido

Como você faz para selecionar os artistas que tocam no Sziget? 

 

É um processo em várias partes. Temos um booker internacional que entra em contato com grandes agências; nós começamos a trabalhar no lineup com bastante antecedência, para negociar a melhor data, o melhor momento e (claro!) o melhor preço para os artistas desejados que estão em turnê. Da minha parte, a reserva do palco Europe é um processo mais longo, pois fico em contato com os vários escritórios internacionais de Sziget, que propõem bandas com bastantes fãs no país e que estejam dispostas a tocar no exterior. Além de fazerem excelentes apresentações ao vivo e serem ótimos para festivais, é importante serem ativas nas mídias sociais, para gerar falatório sobre a apresentação, que ajuda a promover o Sziget em todo o mundo. A outra fase vital do meu trabalho é a pesquisa, pois eu visito festivais em vários países e fico de olhos – e ouvidos – abertos o tempo todo. 

 

Qual conselho você daria para artistas que querem ser chamados para festivais? 

 

Eu sugiro participar de festivais menores, que oferecem uma experiência muito diversificada para qualquer artista; mas são muito úteis, pois provavelmente o artista tocará para um mix de novas pessoas e terão oportunidade de fazer networking se houver um elemento de conferência no evento.  

Conselho para sua primeira vez

Que conselho você daria às bandas que nunca tocaram em festivais? 

 

Seja profissional e esteja bem-preparado, e comunique-se imediatamente. É importante ter uma boa lista de exigências e procurar organizar o show da forma mais completa possível com a equipe de produção de antemão. Para a apresentação, não só ensaie o show como também faça a checagem do som, para que tudo fique funcionando direitinho... E é importante não se estressar demais se as coisas não saírem certo logo de primeira! 

 

O que as bandas promissoras podem fazer para deixar o set o mais envolvente possível para um público de festival?

 

Para tocar em um festival como banda promissora é algo sem igual, é uma vitrine. Você precisa dar o melhor de si para atrair e engajar o público à sua frente. A escolha de músicas precisa ser um “melhor das melhores” e não se deve falar demais entre as músicas... Bem, a menos que o vocalista seja a última bolacha do pacote! :)

 

Qual é a diferença entre tocar em um festival e em uma apresentação normal?

 

A principal diferença é que as bandas tocam na frente de “estranhos”. Não é o show padrão com os fãs existentes, mas sim um mix de fãs de música que podem não conhecer quem é o artista. Tocar em frente a um novo público pode ser uma sensação incrível para qualquer artista, e gostamos muito quando eles se apresentam no palco Europe e os visitantes do país deles parecem dar força, ainda que nem todos sejam fãs. É uma sensação incrível!

Para manter o frescor

Centenas de artistas tocam todos os anos no Sziget. Como manter o frescor do lineup?

 

São tantas as novas bandas que aparecem todos os anos que fica fácil, por um lado, embora sempre signifique mais artistas para conferir! É um processo mais fácil e mais rápido para os artistas ficarem conhecidos atualmente, por isso é ainda mais importante para a nossa equipe ouvir e filtrar, pois a popularidade dos artistas pode ser breve. 

 

Você usa o Spotify para identificar artistas para tocar no Sziget? 

 

Claro. Uso sempre o Spotify para descobrir novas músicas e as várias ferramentas de recomendação. Estou sempre usando o app para criar playlists e conferir outras playlists famosas também. 

  

Quais novos artistas que tocam este ano o deixam animado?

 

Sempre há vários, mas provavelmente vou perder a maioria, é uma pena! Algumas dos novos artistas que vão tocar no palco ibis presents Europe que quero ver são Sophie Hunger, Ivan Dorn, Naaz e Anya, mas também há outros artistas mais antigos que também quero ver.

 

Descubra mais sobre o Sziget Festival no endereço szigetfestival.com/en-int/